31 de dezembro de 2014

Feliz ano novo!

(We heart it)

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim. Desde já quero me desculpar por esse sumiço repentino daqui do relíquias, ele foi causado por toda essa correria de fim de ano! Mas enfim, eu não poderia deixar de vir aqui neste dia. Sim, o último dia do ano de 2014. Um ano em que eu mudei, amadureci, aprendi e finalmente cresci. E grande parte dessa mudança eu devo a vocês, ao meu blog. E é exatamente nele que quero compartilhar as alegrias, tristezas, conquistas e tudo mais que vier em 2015. Que ele traga paz, sorrisos, aprendizados e tudo de bom para todos nós.
Obrigada por fazerem de 2014 um dos melhores anos da minha vida! E que venha o nosso 2015!
Feliz ano novo pessoal!

21 de dezembro de 2014

Para deixar seu sorriso mais lindo ainda


Além de ser sinal de alegria nosso sorriso abre portas para milhares de relações. A boa aparência dos dentes, o bom hálito e a saúde geral da boca tornam a convivência agradável e elevam a nossa autoestima.
Porém para alcançar esses resultados são necessários cuidados, muitas vezes pequenos, mas que trazem uma diferença gigante.
Hoje eu trouxe alguns desses cuidados que podem ser ideais para você que busca dentes mais bonitos e saudáveis. Sei que boa parte delas, já ouvimos milhares de vezes dos pais ou até do próprio dentista mas não custa reforçar não é?


Escovação: A mais simples e uma das mais importantes. Porém apesar de ser simples cometemos muitos erros banais na hora da escovação. O correto é utilizar uma escova de cerdas macias e não escovar com força, afinal isso pode danificar sua gengiva e desgastar o esmalte dos seus dentes. Tente utilizar movimentos circulares e não demorar mais de dez minutos para escovar os dentes após uma refeição.

Lembrete: Não se esqueça de escovar a língua, a gengiva e até a bochecha! Pois é dessa eu não sabia.


Fio dental: O correto é utilizar pelo menos uma vez ao dia. Sem utilizar muita força, passe ele entre os dentes para remover a placa de bactérias.
Confesso que praticamente não utilizava e quando utilizava era com força demais, chegava até a machucar! Muito cuidado.


Alimentação: Não é novidade que o açúcar é o vilão da nossa alimentação não é? Até nos dentes ele consegue fazer estrago. Por isso evite ingerir ou beber alimentos com alto teor de açúcar diariamente, afinal ele aumenta a formação de bactérias. E isso inclui o chiclete viu?

Dica: A maça é um ótimo exemplo de alimento que contribui para o bem estar dos nossos dentes. Ela faz a limpeza deles a cada mordida, o que os torna mais brancos e saudáveis!


Dentista: Nada melhor do que a opinião do próprio profissional. Calma, não precisa se preocupar. A consulta com um dentista não é tão assustadora como vemos nos filmes e desenhos animados! Além de examinar seu problema, caso haja um, você pode tirar dúvidas com ele e tomar os cuidados certos para ter um sorriso ainda mais lindo.

É isso pessoal! Espero que tenham gostado e que possam seguir esses cuidados simples porém muito úteis.
E me conta, qual a sua dica para ter um sorriso ainda mais bonito?

19 de dezembro de 2014

Trança Cascata

Imagem: Aqui

Com as festas de fim de ano chegando nós mulheres procuramos sempre algo que possa incrementar o look preparado para estes dias tão especiais.
Visando a praticidade e elegância pesquisei por penteados que pudessem valorizar a meiguice feminina mas se tomar tanto do nosso tempo afinal são tantas coisas para fazer nessa época não é? Ai encontrei as tranças cascatas, uma novidade tão encantadora quanto o brilho do natal.

Imagens: Reprodução

Sabemos que as tranças são muito versáteis e se adequam desde um evento mais formal a algo totalmente despojado. E sendo uma admiradora de tranças desde a infância, não podia perder a chance de contar para vocês oque achei da Waterfall Braid ou em português "Trança Cascata." Ou ainda "Trança cachoeira".
Bom pessoal para mim uma característica marcante das tranças é a delicadeza e o poder de te torna mais feminina. Com a trança cascata não é diferente, a impressão que tenho é que sua posição diagonal forma uma coroa de princesa na nossa cabeça semelhando-se a uma princesa! E tem algo mais delicado e feminino que uma princesa? Eu simplesmente, adorei e peguei o passo a passo para tentar fazer e compartilhar com vocês. Espero que vocês gostem e possam tentar também. Vamos lá!

Passo a passo: "Trança Cascata"

Imagem: Reprodução


1) Penteie bem os fios para ter certeza de que não há nós e emaranhados nos cabelos. Caso prefira, faça uma escova antes de começar o penteado.
2) Pegue uma mecha da grossura que preferir, mas, de preferência, da parte da frente do cabelo (você também pode optar por deixar a franja solta).
3) Divida a mecha em três partes iguais, como se fosse fazer uma trança tradicional.
4) Comece a trançar as mechas normalmente, levando a primeira para baixo da que estiver no meio e assim por diante.
5) Quando terminar o primeiro "gomo" (cerca de duas ou três trançadas), solte a mecha que estiver no meio e adicione uma nova, um pouco mais grossa da parte de cima da cabeça.
6) Vá repetindo o processo: trance duas partes e solte uma (a mecha que estiver no meio), acrescentando outra que estiver na parte superior da cabeça.
7) A lógica do processo é, mais ou menos, essa: trance duas partes, solte a mecha debaixo e pegue uma mecha de cima. É esse processo que irá formar o efeito cascata.
8) Quanto mais firme for o trançado, mais destaque a trança vai ganhar no penteado.
9) À medida que a trança for contornando a cabeça, as mechas que estiverem sendo soltas vão ganhando movimento.
10) Para conseguir fazer o penteado e segurar as mechas que forem soltas ao longo do passo a passo, peça ajuda de alguém para segurá-las e não se atrapalhar.
11) Repita o procedimento até o comprimento que desejar. Quando quiser parar, basta começar a trançar os cabelos normalmente, sem adicionar novas mechas de cabelo.
12) Após ter terminado de trançar a mecha, separe uma mecha grossa do meio da cabeça e torça-a.
13) Logo abaixo de onde se terminou o trançado, separe uma mecha larga e torça-a. Ela irá esconder o comprimento da trança e ajudará a formar o "efeito cascata" do penteado.
14) Fixe-a de forma firme embaixo da mecha torcida para que não se solte.
15) Tenha em mãos alguns grampos para fixar a trança na região.
16) Use quantos grampos forem necessários para prender bem a trança, mas certifique-se de, quando soltar a mecha torcida, eles ficarão bem escondidos.
17) O penteado está pronto! Caso deseje realça-lo ainda mais, utilize um spray de brilho para dar leveza ao cabelo.


A trança parece um tanto quanto complicada, mas nada que a prática não resolva! E Lembrando que as opiniões divergem muito no sentido de qual tipo de cabelo ela se fixa melhor. Por isso se você gostou use e abuse dessa nova moda, sem medo de ser feliz, independente do formato do seu cabelo.

16 de dezembro de 2014

Fazendo Meu Filme, Paula Pimenta

Como eu já contei aqui no relíquias o meu aniversário de quinze anos foi um dos melhores da minha vida. Ele foi totalmente o contrário do que eu havia imaginado e confesso que amei essa reviravolta. Bom, um dos motivos para ele ter me marcado tanto pode parecer bobo, mas acredite, foi muito importante. Foi exatamente nesse dia que eu ganhei pela primeira vez um livro como presente. Sim, primeira vez. Digo, que alguém pensou em mim e acabou levando e não que eu escolhi, entendem?
Esse presente foi dado por uma senhora amiga da minha madrinha e um dia antes do meu aniversário ela me fez várias perguntas sobre o que eu gostava de fazer, o que eu andava lendo e eu sem nem desconfiar falei de tudo um pouco. E no dia seguinte ela me aparece com a surpresa, um livro. Fiquei toda empolgada só de saber que era um livro, imagine quando descobri que era da Paula Pimenta? Surtei! Abracei ela, apertei, amassei, beijei... Ufa! Enfim, vamos logo ao que realmente interessa. Querem saber o que achei dele? Acompanhe! 



Fazendo meu filme 1 - A estreia de Fani


Sinopse: Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima. “Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades.

Fonte — Contém 336 páginas



Algumas citações que gostei 

Cada batida do meu coração tem seu nome.
— Fazendo meu filme

"É tão estranho como uma pessoa fica diferente aos nossos olhos quando o sentimento da gente muda... Eu já vi o Leo milhões de vezes, mas de repente ele ficou muito mais bonito! É certo que eu sempre o achei uma gracinha, o sorriso dele é um dos mais charmosos que eu já vi, mas de uma hora pra outra parece que ele ficou iluminado..."
— Fazendo meu filme

Eu sorri pra ele no meio das lágrimas, ele sorriu de volta, e eu percebi que ele estava certo. Aquilo era só o trailer. Agora era que o filme realmente iria iniciar.
— Fazendo meu filme

Aquela voz fez com que eu sentisse exatamente o que não queria. Saudade. E saudade, eu descobri, não tem nada de romântico, como os poetas costumam descrever. Saudade é ruim, dói, sufoca, faz com que nada tenha graça e que a gente fique pensando na pessoa que a provoca o tempo todo.
— Fazendo meu filme

Minha opinião: Neste primeiro livro somos introduzidos a história da sonhadora Estefânia, ou Fani como ela prefere ser chamada. Ela acaba de iniciar o segundo ano do ensino médio na escola de sua amiga de infância , Natália. Onde sua mãe acredita que irá aprender o necessário para passar no vestibular de direito (curso da qual ela não quer). Uma particularidade de Fani é a paixão por filmes oque a leva a imaginar seu futuro como uma roteirista de cinema. Com gostos em comum ela se torna amiga de Gabi e Léo e juntos eles convivem em harmonia. Porém com a possibilidade de um intercâmbio na vida dela, tudo muda até as pessoas que ela menos esperava.
Algo que me chamou muita atenção no livro foi o fato de cada capítulo começar com uma frase de um filme que se encaixava com a cena que iria acontecer em seguida. Além disso, a linguagem da Paula é muito simplória, adolescente e objetiva isso torna Fazendo meu filme uma leitura fácil e agradável. 

Conclusão: Eu definitivamente amei esse livro! Ter uma adolescente brasileira contando seu dia a dia repleto de desafios dessa fase fez com que eu me identificasse com ela, além de termos um nome muito parecido e gostos particulares. Estou ansiosa para ler o próximo e confesso que tenho medo de fortes emoções, afinal já chorei no final desse que é só o começo! (Apesar de que eu chorar não é novidade não é? :B)

É isso, espero que vocês tenham gostado e juro que tentei dar o mínimo de spoiler possível tá? E você que já leu, o que achou? Me conta ai! 


11 de dezembro de 2014

Sonhos

É bem mais fácil viver de olhos fechados. Mas, todos os dias, antes de sonhar, percebo que abrir os olhos e fazer os sonhos virarem realidade não é impossível. Basta acreditar.
Anônimo

10 de dezembro de 2014

Música do dia

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim.

Ultimamente eu estou me surpreendendo comigo mesma, mas veja bem, são surpresas boas. Antigamente eu era bem fechada em relação a estilos musicais. O por que? Bom, meu irmão gosta muito de rock, até toca violão e guitarra e não suporta certos estilos musicais. E eu como irmã mais nova acabei absorvendo um pouco disso para mim mesma só que de maneira errada, oque é algo ruim. Pois passei a escutar apenas um estilo musical e me fechar para todos os outros. E mesmo que gostasse de algum outro ou achasse certa música bonita eu passava a ignorar as minhas preferências pessoais porque achava feio misturar estilos e escutar várias coisas ao mesmo tempo. Era aquela chamada divisão: patricinhas, rockeiras e piriguetes que enfrentei na pré adolescência, na qual eu me incluía no segundo grupo.  Depois vou falar mais sobre isso para vocês.
Porém assim que entrei para o mundo mágico dos blogs e principalmente quando conheci o Depois dos Quinze da Bruna Vieira abri meus olhos para o preconceito e aprendi que não a nada demais em gostar de vários estilos musicais ao mesmo tempo. O importante é se divertir e se sentir bem com oque escutar. Afinal de que adianta se prender apenas a uma coisa se você pode experimentar várias outras?  E aprendi também que independente disso respeitar o gosto pessoal de cada um é essencial. Obrigada por me fazer enxergar isso Bru.
E depois disso comecei a escutar vários estilos e músicas novas sem medo de ser feliz! E em uma dessas descobri a Natasha Bedingfield uma cantora e compositora britânica que canta músicas em pop gospel com letras simplesmente perfeitas. Uma das minhas preferidas vou colocar aqui para vocês, tenho certeza de que vão se apaixonar.


Viva sua vida com os braços estendidos
Hoje é quando seu livro começa
O resto não está escrito ...

E também temos a versão em lyrics (com a letra) que tenho a estranha mania de pesquisar :B





5 de dezembro de 2014

Você é apaixonado(a) por livros?


Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim. Tenho uma super novidade! Sim,eu estou de férias! -fogos :p-  E isso significa, se Deus quiser, mais tempo no relíquias, mais tempo com vocês.
Bem hoje eu trouxe para vocês uma imagem bem interessante que encontrei na página da Editora Novo Século no facebook, que diz o seguinte será que você é um apaixonado ou uma apaixonada por livros? Li e reli todos os sinais e comprovei oque já tinha certeza. O meu resultado foi que sim. Sou completamente, extremamente e infinitamente apaixonada por livros. Quer saber o seu resultado também? Confira:



3 de dezembro de 2014

Acreditar




“Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não contaram pra nós que amor não é acionado, nem chega com hora marcada. Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada “dois em um”: duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável. Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos. Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são caretas, que os que transam muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto. Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém”

(Martha Medeiros)

2 de dezembro de 2014

Como você se define?

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim. Hoje eu trago algo muito especial para vocês, que talvez até se torne uma série de postagens. É um vídeo de uma moça chamada Lizzie que nasceu com uma síndrome desconhecida e por causa disso passou a ter dificuldades no relacionamento com as pessoas. A partir daí, ela começou a perguntar para si mesma se somente sua aparência a definia para ser tão julgada assim. Quer descobrir oque ela concluiu?, acompanhe o vídeo, garanto que vale a pena!


"Essas coisas negativas. Eu vou usá-las como degraus para subir e alcançar meus objetivos." Lizzie Velasquez

Faça por você

A algum tempo atrás eu postei aqui no relíquias um texto falando sobre a resistência dos padrões midiáticos e talvez isso tenha causado um conflito na cabecinha de vocês que alisaram o cabelo porque gostam mais desse estilo ou então estão em uma dieta para emagrecer por questões de saúde. E porque conflito? Porque digamos que de acordo com oque escrevi, vocês estariam tecnicamente entrando nos padrões da mídia. Mas veja bem, antes de brigar comigo preste atenção no que irei dizer. Quando fazemos algo para o bem de nós mesmos não existem regras. Porque você está fazendo porque se sente melhor assim. Preste bem atenção, você se sente melhor assim. Apenas você. Entenderam aonde quero chegar? Caso não, irei prosseguir. Somos todos os dias forçados a seguir algo porque todos são assim, e caso você não se encaixe no padrão já é visto como um estranho ou anormal. Ai, decide mudar para agradar uma sociedade maníaca por peles sedosas e barrigas chapadas. Viu o motivo da mudança? Os outros. É isso que se torna inaceitável, os motivos. Não fiquem obcecados correndo atrás de algo que muitas vezes não existe e o pior que você não quer. Não tente agradar alguém apenas para ser aceito, seja você. Mude por você. Faça por você. 

Estefany Cavalcante
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...