4 de janeiro de 2016

[Resenhas] Extraordinário, R.J Palacio


Páginas: 320

Sinopse

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

Enredo

(Tumblr)

O livro é narrado não só pelo ponto de vista de August mas também de seus parentes e amigos. E inicialmente acompanhamos a rotina de uma criança que se priva das relações sociais por conta de sua deformação. Até o momento em que a mãe decide que ir a escola talvez venha a fazer bem a ele. A partir de então, os efeitos dessa escolha atingem diretamente nosso protagonista que apresenta diversas formas de lidar com seu medo, além dos que acompanham sua história, a reação de alguns deles e sua visão sobre Auggie.

Impressões

Com um roteiro original e realista, para mim, R. J Palacio é feliz com a criação de Extraordinário. Foi uma das histórias mais marcantes que li até hoje por conta da forma simples de contar algo tão complexo quanto o bullying. Com certeza você já se deparou com a constrangedora situação de ser o centro das atenções, seja por um motivo bom ou ruim, mas tente imaginar essa realidade sendo constante e sempre levada para o lado negativo. Essa é a história do nosso protagonista.
Por conta da sua deformação Auggie é sempre visto como "estranho", é motivo de cochicho e de "nojo". As pessoas o evitam. E cá entre nós, como seres humanos provavelmente você já parou para comentar com o colega ao lado algo peculiar ou diferente que havia visto mas já imaginou como esta pessoa se sente ao ver isso? Conhecemos esse lado através de Extraordinário.
É triste ver que uma criança tão nova já sofre tanto por ser diferente e ainda mais triste saber que nossas raízes estão encaminhadas para o estranhamento, a desconfiança e a curiosidade diante disso. 
Através de capítulos curtos acompanhamos a inocência de uma criança de dez anos, fã de star wars, com uma irmã mais velha protetora, pais bacanas e uma cachorrinha amiga. Porém que convive desde cedo com o sonho de ser aceito e os efeitos disso sobre os que convivem com ele. 
O que mais me encanta é o carisma transmitido pelos personagens e a forma realista como a gente consegue enxergar os fatos, por mais dolorosa ou por vezes engraçadas que possam ser as cenas sabemos que elas existem. Fora a força com que o Auggie lida com sua deformação e o incentivo de quem o ama que o fazem evoluir durante o livro e aprender que mesmo diante das dificuldades, é possível superar e buscar uma vida feliz. 
A maior lição que tiro dele certamente é passar a enxergar a realidade com outros olhos. Pensar nos efeitos de suas ações no seu próximo e em como podemos tornar o mundo melhor ao escolhermos a gentileza, solidariedade e compaixão. Pois se o bullying hoje existe, é por conta de uma escolha mal feita, porque escolher entre o ódio se existe o amor? Vamos ensinar as nossas crianças valores diferentes, espalhar a diversidade e o quanto ela pode ser incrível. 

Frases Marcantes

"A única razão de eu não ser comum é que ninguém além de mim me enxerga dessa forma."

"Todo que é nascido de Deus vence o mundo."

"Eu estava tão nervoso que, em vez de frio, eu estava com um polo norte inteiro na barriga!"

"Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil."

"Não precisamos dos olhos para amar, certo? Apenas sentimos dentro de nós."

"É engraçado como às vezes nos preocupamos muito com uma coisa e ela acaba não sendo nem um pouco importante."


"Acho que devia haver uma regra que determinasse que todas as pessoas do mundo tinham que ser aplaudidas de pé pelo menos uma vez na vida."

"A grandeza não está em ser forte, mas no uso correto da força."

É isso pessoal! Espero que tenham gostado. E você ai, também já leu Extraordinário? Conta para a gente oque achou.
Até a próxima!

2 comentários:

  1. Oie, tudo bem?
    Gente esse livro é realmente 'extraordinário'
    Não tem palavras para descrever o quanto gosto dele *-*
    Adorei a sua resenha Estefany.
    beijos ♥
    Lost Words

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo sim e com você?
      Sim ele é totalmente extraordinário, amo demais ♥
      Obrigada, beijos :*

      Excluir

Ei obrigada por comentar, saiba que isso me deixa muito feliz.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...