9 de setembro de 2015

[Resenhas] A Hora da Estrela, Clarice Lispector


 ATENÇÃO: SPOILER

Olá Pessoal! Estou aqui para fazer uma resenha sobre um dos últimos livros que eu li por conta de um projeto da escola, espero que gostem.

Informações: 
Livro: A Hora da Estrela
Autora: Clarice Lispector
Páginas: 87 
Editora: Rocco


Sinopse


Entre a realidade e o delírio, "A Hora da Estrela" é um romance sobre o desamparo a que todos estamos entregues. A história começa quando uma moça do interior vêm para a cidade grande em busca de seus sonhos, que acabam se misturando com a realidade.

Resumo

A história se inicia com os lamentos de um jovem escritor sobre como a sua classe social ou sua herança de bens não impede que a solidão bata na sua porta. Pelo menos na minha concepção, ele está em depressão. Em uma das minhas pesquisas descobri que o nome do narrador que por sinal também é personagem, é Rodrigo, e ele narra a insignificante vida de uma nordestina, mas especificamente de Alagoas, que viajou para o Rio de Janeiro em busca de uma vida melhor, o que não é muita novidade. E veja bem, não sou eu quem disse que a vida dela é insignificante, é ele que a todo momento busca dar ênfase nesse detalhe. 

Macabeá, a moça, sim esse é o nome dela! Foi criada com a tia e nunca soube dos pais. A partir disso, teve uma educação rígida à base de surra e muitas regras. Assim, virou uma adulta insegura, inocente e ignorante por não ter acesso ao mínimo de estudo. Mas mesmo diante disso conseguiu um emprego de datilógrafa graças ao "curso", dado pela agora, falecida tia.
A história é carregada de detalhes sobre a personalidade da jovem, descobrimos que vive com mais 4 moças em um quarto, tem paixão por goiabada com queijo, cachorro quente e coca cola, sonha em ser uma artista de cinema como Marilyn Monroe, ouve a rádio relógio e sofre de azia pela manhã graças a teimosia de ter bebido café a noite. E em meio a isso, conhece José Olímpio, seu primeiro e único namorado que também mudou-se do sertão por ter cometido um assassinato e sonha em ser deputado.
O homem na verdade é um pilantra, que não hesita em abandonar "Maca" Apelidinho carinhoso <3 ao conhecer sua amiga, Glória, filha de açougueiro, que para ele, era a personificação da riqueza que tanto almejava.
Resumidamente, Macabeá não sofre tanto com o abandono, afinal não se considerava merecedora do amor do sertanejo e muito menos de um futuro promissor. Ela nem sabe o que é isso. E diante de seus problemas de saúde, acaba visitando um médico e descobre uma Tuberculose que para ela não apresenta riscos. Ao contrário disso.
Por fim, a "amiga", lhe recomenda que dê uma espiada em seu futuro através de uma cartomante poderosa que ilude a pobre moça ditando um progresso em sua vida com a chegada de um novo amor estrangeiro. Mas não é isso que acontece. Macabeá atravessa a rua encantada e é atropelada.
A morte dá fim a história. 



Opinião


Não sou nenhuma especialista em Literatura para avaliar minuciosamente o conteúdo desse livro mas como uma simples leitora posso dizer que foi uma leitura que mudou minha mente. Eu não tinha pretensão de ler, mas me encantei.
A cada página temos uma nova lição de vida, com frases tocantes e que nos fazem refletir a fragilidade da vida e a que ponto pode chegar a inocência humana.
A morte de Macabeá, ainda com seu sonho de ser artista de cinema, nos mostra que ela realmente alcançou tal posto. A hora da estrela. Quando morreu. Isso me fez pensar em como a notoriedade só chega quando uma grande tragédia pousa sobre você. As pessoas estão preocupadas demais com seu próprio umbigo, e somente algo realmente avassalador pode fazer com que enxerguem a sua volta.
É brutal. Te leva a realidade e muda sua forma de pensar. Amei e recomendo! Fora que a capa dele é muito fofa!

Frases Marcantes


"Sim, minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem das grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite. (...)"

"(...) Mas não sabia enfeitar a realidade. Para ela a realidade era demais para ser acreditada. Aliás a palavra "realidade" não lhe dizia nada. Nem a mim, por Deus."

"(...) Ela acreditava em anjo, e porque acreditava, eles existiam."

"(...) Encontrar-se consigo própria era um bem que ela até então não conhecia."

"Eu sou sozinha no mundo e não acredito em ninguém, todos mentem, às vezes até na hora do amor, eu não acho que um ser fale com o outro, a verdade só me vem quando estou sozinha."

"A verdade é sempre um contato interior inexplicável. A verdade é irreconhecível. Portanto não existe? Não, para os homens não existe."

"(...) A vida é um soco no estômago."

"Agarrava-se a um fiapo de consciência e repetia mentalmente sem cessar: eu sou, eu sou, eu sou. Quem era, é que não sabia. Fora buscar no próprio profundo e negro âmago de si mesma o sopro de vida que Deus nos dá." 

" (...) Vivemos exclusivamente no presente pois sempre e eternamente é o dia de hoje e o dia de amanhã será um hoje, a eternidade é o estado das coisas neste momento." 

"Como começar pelo início se as coisas acontecem antes de acontecer?"

"Pensar é um ato. Sentir é um fato."

Eita, é frase que não acaba mais, sério! É isso pessoal, até a próxima.


4 comentários:

  1. Estefany, meus parabéns apesar de não ter curtido o livro a sua resenha ficou excelente! Meus parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, fico muito feliz que tenha gostado :D <3

      Excluir
  2. Amei a resenha! Ficou perfeita! Fique com vontade de ler o livro! :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha causado essa impressão Le, obrigada <3 :D

      Excluir

Ei obrigada por comentar, saiba que isso me deixa muito feliz.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...