23 de dezembro de 2015

[Resenhas] A Herdeira, Kiera Cass


Páginas: 360
Sinopse

Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.

Enredo

Diferentemente da Seleção de Maxon, a de Eadlyn não era planejada oque criou todo o alvoroço na família e também no reino. A questão é que nosso casal predileto agora são Rei e Rainha de Illéa e o peso da coroa tende sob os dois com os conflitos causados por conta das antigas castas. E a distração para o público passa a ser a filha primogênita, o caos de fato se instala porque ela não quer isso.
Olhando assim por cima certamente você teve a impressão de que América e Maxon se tornaram pais horríveis a ponto de colocarem a filha como uma "distração", mas calma, a decisão foi tomada a muito custo por eles que sofreram com isso e ainda mais com a rejeição de Eadlyn que é bem mimada e egocêntrica. Ao longo das páginas conhecemos sua personalidade e o quanto a criação em um castelo com todos os mimos e benefícios pode fazer com que o poder suba a sua cabeça. 
Quando ela finalmente aceita a seleção tem cartas na manga para fazer com que eles e seus pais desistam de qualquer ideia de casamento. 

Impressões

A primeira coisa que você leitor da antiga trilogia vai estranhar é que o livro é narrado pela própria herdeira, Eadlyn. Ela é muito diferente da América no sentido de valorizar as coisas. É egoísta e nariz empinado, mas ainda sim se preocupa com os pais e tem um carinho enorme pelos irmãos.  No final percebemos que tudo é só uma armadura contra mágoas e ela acaba sendo apenas frágil.
Quando nota que a seleção se torna uma necessidade em sua vida ela se vê cercada de mundos opostos ao seu e o quanto uma escolha pode afeta-la. A narrativa de Kiera é a mesma, simples, descritiva na medida certa e objetiva a ponto de colocar as cartas na mesa e surpreender o leitor quando ele menos espera. Confesso que não esperava por aquele final.
Além de que nossos velhos conhecidos agora são adultos conscientes e Meri já não é a ruiva impulsiva, Maxon o rapaz sofrido e Aspen o ex "mala". Agora são Rainha América, Rei Maxon, Soldado Leger. E se lembra da Marlee? ou deveria dizer, Madame Marlee? Engraçado isso não é? A passagem de tempo realmente mexeu comigo.
Acredito que vocês também iram gostar dos selecionados, alguns pelo menos. Não tenho muita ideia de quem a Eady vai ficar porque a autora deixou em aberto opções bem plausíveis, mas tenho minha torcida pessoal. #TeamKile #TeamHenri :p
Recomendo a leitura por ser fácil e objetiva, a forma como a Kiera escreve é incrível e eu admiro muito isso nela. A história também é bem desenvolvida, a Eadlyn é uma personagem forte, independente e com características marcantes, muitos odeiam isso nela mas eu acredito que é só resultado da realeza em sua vida. Certo, o Maxon também era príncipe mas não era assim, digamos que cada um tem uma índole pessoal, não é mesmo? Mas antes leia os demais livros, pois você pode se perder um pouco na história de A Herdeira caso não tenha lido os anteriores. 

Frases Marcantes

"Nunca consegui prender a respiração por sete minutos. Nem sequer por um. Uma vez tentei correr um quilômetro e meio em sete minutos depois de descobrir que alguns atletas faziam isso em quatro, mas fracassei espetacularmente quando pontadas na lateral do abdome me deixaram exausta no meio do percurso. Contudo, há uma coisa que consegui fazer em sete minutos que a maioria das pessoas consideraria bem impressionante: me tornar rainha."

"— Você é como a sua mãe e a minha. É determinada. E talvez o mais importante: não gosta de fracassar. Sei que tudo isso vai funcionar. No mínimo, porque você vai se recusar a deixar o contrário acontecer."

"Não venha com essa. Não faça parecer menos do que é. Eu jamais seria capaz de fazer algo parecido."


"Não sei se alguém sabe o que procura até encontrar."


É isso galera, espero que tenham gostado.  E caso queiram conhecer um pouco dos outros livros, fiz uma resenha aqui.
E até a próxima!

2 comentários:

  1. Já li o livro, e tenho que admitir que não gosto muito da Eadlyn, mas ela é determinada, haha.
    Passa lá no blog, tem tag para você responder.
    http://outonosvividos.blogspot.com.br/2015/12/tag-louca-por-series.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAUSAH' Verdade, não podemos negar que determinação ela tem!
      Obrigada pela indicação ♥

      Excluir

Ei obrigada por comentar, saiba que isso me deixa muito feliz.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...