28 de julho de 2016

[Resenhas] Champion, Marie Lu


Páginas 302
Compre Aqui
Resenha Legend e Prodigy

SPOILER

Sinopse

No emocionante desfecho da trilogia Legend, June ocupa uma posição privilegiada no governo e Day trocou a alcunha de criminoso mais procurado do país pela de herói nacional. Mas quando tudo parece conspirar a favor da paz, a ameaça da guerra ressurge na forma de um vírus mortal que começa a espalhar o pânico entre as colônias. Em Champion, a vida de milhares de pessoas está novamente nas mãos de June, a menina-prodígio da República. Mas salvá-las significa também enfrentar novos desafios e exigir novos sacrifícios de seu amor.

Enredo

Champion se inicia anos após o fim de Prodigy, com um Day poucos mais debilitado e realizando seu tratamento em São Francisco, Califórnia. A um tempo os protagonistas não se veem, mas uma ocasião peculiar os une novamente, uma reunião com o primeiro Eleitor e seus primeiros cidadãos, sendo que June agora está entre eles.

"Abomino minha primeira conversa com Day após oito meses sem nenhuma comunicação. Odeio esse contato. Quando me tornei tão manipuladora? Por que sempre uso de seus pontos fracos contra ele?"
Página 22

Finalmente o reencontro ocorre, mas não é em uma ocasião alegre. A tensão entre as Colônias e a República chega ao seu ápice após a mutação de um vírus que teria sido criado pela República, avançar para as Colônias, ameaçando a população e a cura estaria presente no sangue de Éden, irmão de Day. 

" — As Colônias estão desesperadas por uma cura. Eles vão nos destruir para consegui-la, tudo com que você e eu nos importamos. A única oportunidade que temos de descobrir a cura é fazer com que Éden seja levado para um...
Day empurra a cadeira para trás com força, levantando-se.
— Não."
Página 47

Anden solicita que nosso protagonista libere seu irmão para mais uma vez ser alvo de experimentos que permitam que a República identifique a cura, mas o garoto recusa a proposta com receio dos males que isso venha a trazer para a saúde do seu irmão. Assim, as Colônias se aliam a África, potência da época, e caminham rumo a destruição da República que por outro lado, busca reverter essa situação durante todo o enredo, através de June que tenta convencer Day a ajudar e também por meio de alianças almejadas, como da Antártica, outra potência capaz de dar fim a guerra. 

Impressões

Hoje eu escrevo essa resenha com os olhos cheios de lágrimas, porque sei que todos os comentários positivos a respeito dessa trilogia são verídicos, ela é arrebatadora, desde seu início até o fim, e que fim! Certamente um dos melhores que já li, ao mesmo tempo que destrói seu coração, em páginas seguintes consegue reconstruir aos poucos, gerando um misto de emoções.

"Mostre-me que ainda existe o bem no mundo. Mostre-me que ainda existe esperança para todos nós."
Página 277

Marie Lu consegue criar ganchos incríveis desde Legend para continuação da trilogia, todos os livros certamente foram bem planejados e contribuíram de forma equilibrada para os acontecimentos que viriam a seguir. Sua narrativa corre facilmente ainda que em meio a cenas de alta complexidade, já que lidamos com a ação de estar dentro de uma guerra e as emoções em primeira pessoa das personagens.

"Eu vou te amar para sempre."
Página 290

O ponto alto deste livro em especial é o desenvolvimento das personagens, que amadurecem diante da situação e mudam parcial ou totalmente meu conceito sobre eles. A surpresa da vez foi Tess, que me surpreendeu com suas atitudes. Já os nossos protagonistas permanecem cativantes com suas peculiaridades, Daniel e sua garra inabalável e June lógica e racional, ainda que em decisões que tratam de seu próprio coração. Ela foi uma das personagens que mais cresceu, que apesar de toda sua racionalidade, entendeu a importância de seus sentimentos. 

Recomendo a leitura com toda certeza, e espero que se encantem tanto pela história de June e Day como eu me encantei. 

Até a próxima!

26 de julho de 2016

[Indicações de Filmes] Filmes para assistir nas férias


Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim. Cá estou eu, novamente de férias e desta vez com tempo de sobra para listar para vocês filmes incríveis que podem te tirar do tédio nessas férias. Pronto?

1) Divertida Mente


Riley é uma garota divertida de 11 anos de idade, que deve enfrentar mudanças importantes em sua vida quando seus pais decidem deixar a sua cidade natal, no estado de Minnesota, para viver em San Francisco. Dentro do cérebro de Riley, convivem várias emoções diferentes, como a Alegria, o Medo, a Raiva, o Nojinho e a Tristeza. A líder deles é Alegria, que se esforça bastante para fazer com que a vida de Riley seja sempre feliz. Entretanto, uma confusão na sala de controle faz com que ela e Tristeza sejam expelidas para fora do local. Agora, elas precisam percorrer as várias ilhas existentes nos pensamentos de Riley para que possam retornar à sala de controle - e, enquanto isto não acontece, a vida da garota muda radicalmente. (Filmes Online)

2) Uma Noite de Crime


Não recomendado para menores de 14 anos

Quando o governo norte-americano constata que suas prisões estão cheias demais para receberem novos detentos, uma nova lei é criada, permitindo todas as atividades ilegais durante 12 horas. Este período, chamado de Noite do Crime, é marcado por milhares de assassinatos, linchamentos e outros atos de violência por todo o país. O intuito, segundo o governo, é permitir que todos os cidadãos libertem seus impulsos violentos, garantindo a paz nos outros dias do ano. Neste contexto vive a família de James Sandin (Ethan Hawke), um vendedor de sistemas de segurança que prospera graças à Noite do Crime. Quando o evento ocorre, no entanto, o filho de James aceita abrigar um homem perseguido por psicopatas. Logo, toda a família está em perigo, seja dentro de sua própria casa, com a presença do desconhecido, seja pelas ameaças vindas dos psicopatas em frente ao imóvel, que prometem entrar e matar a todos. 

3) Os Delírios de Consumo de Becky Bloom


Nova York. Rebecca Bloomwood (Isla Fisher) é uma garota que adora fazer compras e seu vício a leva à falência. Seu grande sonho é um dia trabalhar em sua revista de moda preferida, mas o máximo que ela consegue é um emprego como colunista na revista de finanças publicada pela mesma editora. Quando enfim seu sonho está prestes a ser realizado, ela repensa suas ambições. (Adoro Cinema)

É isso galera, a lista está recheada de opções para diversos gostos, espero que se divirtam assistindo as recomendações.

Até a próxima!

14 de julho de 2016

[Tags] Louca por Séries


Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim. A um tempo eu fui desafiada pela Natália do blog Outonos Vividos a responder a tag "Louca por Séries", peço até desculpas a ela pela demora, estava esperando as férias para poder ter mais tempo e responder com calma, e desde já agradeço a indicação

Enfim, vamos as perguntas e respostas:

1- Qual sua série preferida de todos os tempos?

Supernatural

2- Qual seu personagem favorito de todos os tempos?

Vou ser rebelde e vou escolher quatro, afinal se eu escolher um só vou ser injusta com os outros três, afinal eles formam um time u.u
 Sam, Dean, Castiel e Crowley

3- Cite uma série que você viciou.

Atualmente está sendo The Vampire Diaries.

4- Cite um personagem que você tenha algo em comum.

Dean e Sam Winchester, eles lutam por sua família independente das consequências disso.

5- Cite uma série que todo mundo gosta e você não.

Por enquanto é Gossip Girl, não gostei do primeiro episódio e não sinto vontade de voltar a ver.

6- Qual sua série preferida dos últimos tempos?

Teen Wolf.

7- Cite um protagonista que você não gosta mais curte a série .

A Emma de Scream. Ela consegue ser o tipo de protagonista sem carisma, que não consegue fazer com que os fãs da série torçam por ela.

8- Você assiste ou assistiu alguma série brasileira?
Já assisti A Diarista e amava.

É isso galera, espero que tenham gostado das respostas e quem quiser responder fique á vontade. 
Até a próxima!


10 de julho de 2016

[Indicações Literárias] Livros para ler nas férias


Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim. Hoje eu estou aqui para compartilhar algumas indicações literárias feitas pela minha amiga e administradora do blogger Escritores Fantásticos onde também administro, Shintya Peres. Ela pretende ler os livros da lista diante de suas propostas e espero que vocês gostem também! E obrigada desde já Shin

O mês de Julho chegou e com ele as tão esperadas férias inverno e bom na maioria das vezes apenas queremos viajar e curtir muito com os amigos, mas caso você vá ficar em casa que nem eu e esteja entediada de não fazer nada, por que não ler um bom livro? Pensando nisso resolvi trazer 10 livros que irão salvar sua vida do tédio nessas férias assim como estão salvando a minha.


Como Eu Era Antes De Você, de Jojo Moyes. Esse não é um livro tão recente, mas ganhou muito destaque esse ano com a estreia de sua adaptação para o cinema, muitas pessoas se interessaram. O livro é lindo e nos envolve em uma historia emocionante. Will é um jovem que após um acidente acaba ficando paraplégico e com isso deixa que a amargura tome conta dele. Loiuse por outro lado é divertida, alegre com uma mentalidade pequena do tipo que é feliz com o pouco que tem. Os caminhos dos dois se cruzam quando Louise vai trabalhar como cuidadora dele, no começo ele tenta afastá-la, mas a insistência dela acaba fazendo com que ele abaixe a guarda. Lou e Will se tornam amigos e por ironia do destino acabam se apaixonando.  


Em Algum Lugar Nas Estrelas, de Clare Vanderpool. Este livro foi publicado pela editora Darkside no primeiro semestre de 2016 e recebeu criticas maravilhosas. Um romance intenso que fala sobre a como é difícil crescer em um mundo que nem todo mundo parece estar satisfeito com a sua presença, pelo menos é assim que Jack vê as coisas. A segunda guerra mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos nenhum para comemorar, perdeu sua mãe e seu pai não estava ligando muito para ele. Jack acaba sendo levado para um colégio militar com coisas que ele nunca havia visto isso faz com que ele se sinta pequeno perto daquilo tudo, mas as coisas mudam quando conhece o enigmático Early Auden. 


A Garota No Trem, de Paula Hawkins. Este livro tem sua adaptação marcada para estreiar nos cinemas 27 de Setembro, então antes de correr pro cinema para ver por que não antes ler o livro para fazer aquela comparação básica. Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos.



O Melhor de Mim, Nicholas Sparks. Como todos os livros dele esse também promete ser emocionante e nos fazer entrar na vida dos personagens. Na primavera de 1984, os estudantes Amanda Collier e Dawson Cole se apaixonaram perdidamente. Embora vivessem em mundos muito diferentes, o amor que sentiam um pelo outro parecia forte o bastante para desafiar todas as convenções de Oriental, a pequena cidade em que moravam. Nascido em uma família de criminosos, o solitário Dawson acreditava que seu sentimento por Amanda lhe daria a força necessária para fugir do destino sombrio que parecia traçado para ele. Ela, uma garota bonita e de família tradicional, que sonhava entrar para uma universidade de renome, via no namorado um porto seguro para toda a sua paixão e seu espírito livre. Infelizmente, quando o verão do último ano de escola chegou ao fim, a realidade os separou de maneira cruel e implacável. Vinte e cinco anos depois, eles estão de volta a Oriental para o velório de Tuck Hostetler, o homem que um dia abrigou Dawson, acobertou o namoro do casal e acabou se tornando o melhor amigo dos dois.


Os Adoráveis, de Sarra Manning. Este é um dos meus livros favoritos. Eles são completamente diferentes um do outro. Jeane é blogueira. Seu blog, o Adorkable, é um blog de estilo de vida — na verdade, o estilo de vida dela. Cheia de personalidade e meio volúvel, ainda assim Jeane é bacana, mesmo nos momentos em que se transforma numa insuportável. Michael por sua vez é o tipo de cara que namoraria a garota mais bonita da escola. Além disso, diferente de Jeane, que é autossuficiente, Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! Jeane e Michael têm pouco em comum, além de algumas aulas e uma maçante dupla de “;ex”; — Scarlett e Barney. Mas, apesar disso, eles não conseguem se desgrudar desde que ficaram pela primeira vez o que acaba se tornando um livro uma verdadeira comedia romântica. 


A Primeira Vista, de Nicholas Sparks. Jeremy Marsh tinha três certezas - jamais se mudaria de Nova York, não se apaixonaria novamente e nunca teria filhos. Mas agora ele está prestes a se casar com Lexie Darnell e aguarda a chegada da primeira filha, enquanto conduz a reforma de sua nova casa na pequena cidade de Boone Creek, na Carolina do Norte. Em meio a tantas mudanças, Jeremy luta para reencontrar o equilíbrio pessoal e profissional ao lado da mulher que o fez mudar todos os seus planos. Quando tudo parece estar entrando nos eixos, Jeremy recebe um misterioso e-mail que dá início a uma série de acontecimentos que irão testar a força dessa paixão. Atormentado pela ideia de estar sendo traído, vivendo uma crise criativa que o impede de trabalhar e angustiado com a gestação complicada de Lexie, ele não poderia imaginar que o pior - e o melhor - ainda estava por vir.



Escola de Vilões, de Jen Calonita. Será que um vilão pode se recuperar? Gilly não se considera exatamente uma garota má... Porém, quando se tem cinco irmãos e irmãs mais novos, é preciso ser criativo para ajudar nas despesas. Ela é uma ladra muito boa, e disso tem certeza e pode se gabar. Até ser pega. Depois de roubar uma presilha, é sentenciada a passar três meses no Reformatório de Contos de Fadas no qual os professores são aqueles antigos vilões que já conhecemos, como o grande Lobo Mau e a malvada Madrasta da Cinderela. Quando, porém, ela faz amizade com alguns estudantes, como Jax e Kayla, aprende que esse reformatório vai muito além de sua missão heroica. Há uma batalha ganhando forma e Gilly precisa descobrir: os vilões podem realmente mudar? Descubra o Lado B dos contos de fadas.


Alice No País Das Armadilhas, de Mainak Dhar. Uma aventura envolvente sobre uma garota que encontra seu destino em um mundo que deu terrivelmente errado.  O planeta Terra foi devastado por um ataque nuclear, e boa parte de sua população se transformou em Mordedores, mortos-vivos que se alimentam de sangue e, com sua mordida, fazem dos humanos seres como eles. Alice é uma jovem humana de 15 anos que mora no País das Armadilhas, nos arredores da cidade que um dia foi Nova Déli, na Índia. Ela nasceu nessa nova realidade aterrorizante e teve de aprender a se defender sozinha desde cedo. As coisas mudam quando Alice decide seguir um Mordedor por um buraco no chão: ela descobre a estarrecedora verdade por trás da origem das criaturas e se dá conta da profecia que ela mesma está destinada a consumar - uma profecia que se baseia nos restos chamuscados do último livro encontrado no País das Armadilhas, uma obra chamada Alice no País das Maravilhas. Uma mistura incomum de mitos, teorias conspiratórias e Lewis Caroll, Alice no País das Armadilhas pode parecer mais uma história de zumbi, mas é uma metáfora instigante de como tendemos a demonizar aquilo que não compreendemos. 


Os Garotos Corvos, de Maggie Stiefvater. Todo ano, na véspera do Dia de São Marcos, - Blue Sargent vai com sua mãe clarividente até uma igreja abandonada para ver os espíritos daqueles que vão morrer em breve. Blue nunca consegue vê-los - até este ano, quando um garoto emerge da escuridão e fala diretamente com ela.  Seu nome é Gansey, e ela logo descobre que ele é um estudante rico da Academia Aglionby, a escola particular da cidade. Mas Blue se impôs uma regra: ficar longe dos garotos da Aglionby. Conhecidos como garotos corvos, eles só podem significar encrenca.  Gansey tem tudo - dinheiro, boa aparência, amigos leais -, mas deseja muito mais. Ele está em uma missão com outros três garotos corvos: Adam, o aluno pobre que se ressente de toda a riqueza ao seu redor; Ronan, a alma perturbada que varia da raiva ao desespero; e Noah, o observador taciturno, que percebe muitas coisas, mas fala pouco.  Desde que se entende por gente, as médiuns da família dizem a Blue que, se ela beijar seu verdadeiro amor, ele morrerá. Mas ela não acredita no amor, por isso nunca pensou que isso seria um problema. Agora, conforme sua vida se torna cada vez mais ligada ao estranho mundo dos garotos corvos, ela não tem mais tanta certeza. 


Doidas & Santas, de Martha Medeiros. Um livro divertido que reúne cem crônicas, onde Martha procura expor os anseios de sua geração e de sua época. As alegrias e as desilusões, os dramas e as delícias da vida adulta, as neuroses da vida urbana, o prazer que se esconde no dia a dia, o poder transformador do afeto e os mistérios da maternidade.

É isso pessoal, espero que tenham gostado. Caso queiram visitar a Shin, ela também tem um blogger pessoal que você pode acessar clicando aqui. Se tiver alguma indicação para as férias também, que tal deixar abaixo?

Até a próxima!

6 de julho de 2016

[Resenhas] Isso Não é Um Seriado Americano, Ítalo Oliveira


Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim. Cá estou eu para relatar minhas impressões do conto escrito pelo autor nacional de Quando a Neve Cai, Ítalo Oliveira. 

"Por que eu preciso mudar? É tão complicado o “ser diferente” poder ser tratado como um “normal”? Afinal, o que é ser normal?"

Página 5

Isso Não é Um Seriado Americano aborda um tema bastante atual da nossa realidade principalmente entre os jovens do ensino médio, rótulos. Quem nunca se viu adepto a um grupo de pessoas por características em comum ou simplesmente definiu alguém por aparência? É como a protagonista relata, crescemos ouvindo como devemos agir para parecer socialmente aceito e caso isso não aconteça você é automaticamente jogado para "escanteio".
Ally Thomas é exatamente o tipo de garota que foi jogada para o "escanteio". Ela não é bonita como as patricinhas do colégio ou habilidosa suficiente nos estudos para ser considerada "nerd", ela é simplesmente invisível e seu porto seguro são as séries que assiste, principalmente Uncontrollable love, e a estranha, e única, amizade com Madison, uma popular.


"Dizem que toda pessoa tem algum talento escondido, bem, eu não nasci com talentos, mas eu nasci com o dom de ver séries. Eu já perdi a conta de quantas séries eu já assisti na minha vida. Não fazia sentido para mim sair e ir para festas, eu prefiro mil vezes ficar em casa e fazer maratona das séries que eu mais gosto. Eu assisto de tudo, desde séries extremamente românticas até as policias que envolvem seres sobrenaturais."


Página 6 

Ally se vê frustrada quando nota que sua vida não se parece nada com a vida de seus sonhos que certamente se basearia nos seriados que assiste. É a partir disso que ela embarca em uma aventura de autoconhecimento, onde suas expectativas parecem não ser correspondidas assistidas de forma presencial, e ela reconhece que nem sempre o que parece ser, de fato é, afinal a convivência muda tudo.

"[...] Talvez nós sejamos os protagonistas das nossas próprias histórias... Precisamos deixar o tempo nos dar o nosso final feliz."

Página 32

Certamente a mensagem mais profunda do conto é como nós somos os protagonistas das nossas histórias e se algo não está agindo conforme a nossa vontade a culpa não é nada mais, nada menos, que de nós mesmos. Os rótulos sempre irão existir, mas cabe a você decidir se limitar ou inovar na sua forma de ser. 

"Talvez essa seja a verdade, não precisamos do extraordinário para ser felizes, precisamos apenas do necessário." 

Página 15

É isso pessoal, espero que tenham gostado tanto quanto eu. O conto passou a ser um dos meus preferidos e meus sinceros parabéns ao autor pelo trabalho incrível!
E se você está curioso para conhecer a história da Ally o conto estará disponível na Amazon no dia 13 de Julho, vale a pena conferir.

Até a próxima!


4 de julho de 2016

[Primeiras Impressões] Instituição para Jovens Prodígios - A Seleção, L. L Alves


“Uma decisão mudaria tudo dali para frente.”

É assim que eu começo a relatar minhas primeiras impressões do livro Instituição Para Jovens Prodígios - A Seleção, da autora L. L Alves. Lara poderia ser considerada o tipo de garota comum, mas sua inteligência fora do normal é o fator que a diferencia de seus colegas de turma e a tornam, muitas vezes, motivo de chacota. Tudo que ela queria até o momento era se socializar, ser considerada normal, além é claro, de auxiliar os pais financeiramente, visto que o mesmo fator que a tornava especial diante das outras pessoas, a inteligência, a tornava inútil diante das dificuldades enfrentadas por sua família. Bem, pelo menos era isso ela pensava até ser surpreendida em uma manhã típica de calor do Rio de Janeiro, pelo noticiário que anuncia as inscrições abertas para o teste de Seleção para adentrar o mundo dos prodígios antes destinado ao público nobre Europeu, mas que agora, é livre para todos os jovens do mundo, de forma gratuita. Sua mãe é a primeira a se empolgar com a notícia, mas a garota não entende muito o porquê, afinal, ela enxerga somente a distância de seu cotidiano habitual, longe de tudo que conhece e confia para embarcar em águas totalmente novas.

“Somente uma palavra ecoava em sua cabeça e a fazia se sentir estranhamente angustiada.

Por quê?”

Mas é a decisão de Lara, ainda que motivada por fatores externos, responsável pelas reviravoltas nos capítulos iniciais de sua história. De repente relacionamentos são construídos e derrubados em um piscar de olhos e a incerteza passa a ser o sentimento mais presente na vida da protagonista. O que mais me encantou na narrativa é o toque brasileiro aplicado às ações dos personagens, o que me fez sentir afeição pelo livro e uma sensação acolhedora. A escrita de L. L Alves consegue ser simples para trazer todos os leitores ao seu mundo, ao mesmo tempo em que demonstra a seriedade das escolhas de Lara, despertando sentimentos de preocupação e curiosidade.
De início posso dizer que amei fazer parte das primeiras impressões desse livro, e o que mais desejo agora é poder finalizar a leitura. 

Se assim como eu, você está ansioso (a) para descobrir mais sobre a história de Lara, o livro estará em pré-venda no dia 20/07 no site da Editora Essência Literária: 


 Não perca a data e adquira já o seu!


Até a próxima!

3 de julho de 2016

[Resenhas] Prodigy, Marie Lu


303 Páginas
Compre Aqui


SPOILER

Sinopse

Depois que um cataclismo atingiu o planeta Terra, extinguindo continentes inteiros, os Estados Unidos se dividiram em duas nações em guerra: a República da América, a oeste, e as Colônias, formadas pelo que restou da costa leste da América do Norte. 


June e Day, a menina prodígio e o criminoso mais procurado da República, já estiveram em lados opostos uma vez. Agora eles têm a oportunidade de lutar lado a lado contra o controle e a tirania da República e, assim, alterar para sempre o rumo da guerra entre as duas nações. Resta saber se estão preparados para pagar o preço que as transformações exigirão deles. 

Enredo

No segundo volume da trilogia Legend somos convidados a prosseguir na incansável batalha de June e Day contra o poderoso governo opressor da República, que agora é liderado pelo filho do antigo Eleitor, cuja morte leva Anden ao poder. O casal foge para Las Vegas, em busca do grupo revolucionário denominado de "Patriotas". June e Day são recrutados após aceitarem a proposta de Razor, líder dos patriotas, de assassinar o novo Eleitor, utilizando a premissa de que seus ideias são os mesmos do pai, um ditador. E construir um novo país ao lado das colônias.

"Tudo que me era familiar não existe mais."
Página 47 

Day aceita sem hesitar, visto que não possui alternativa alguma já que o irmão mais novo está sob a tutela da República e seu estado de saúde não é dos melhores, porém June receia desde o princípio, sendo forçada a aceitar diante das circunstâncias. 
Após a decisão dos protagonistas a narrativa gira em torno da desenvoltura do plano para assassinar o novo eleitor, June é a isca e deve forjar uma história para ser aceita novamente no território da República, como a boa e velha prodígio. E ela é bem sucedida no ato, mas confirma através da convivência com o novo eleitor que seus ideais diferem do pai, e ao contrário do que dizem os patriotas, ele não deve ser executado. 

" — Até aqui, tudo bem. Lembre-se de quem é o inimigo. — Ela sai do quarto e uma outra guarda a substitui."
Página 128

A partir de então, June e Day estão de lados opostos novamente, e a falta de comunicação é revertida em ações futuras dos protagonistas e inúmeras reviravoltas cercadas de ação e aventura, descritas com total intensidade. 

Impressões

Marie Lu é feliz na construção do segundo livro da trilogia, pois esse consegue manter, se não proporcionar, ainda mais emoção que o primeiro livro. Temos uma visão ampla da complexidade dos personagens, de seus ideias e tudo isso os torna cativantes, além de uma evolução de personagens secundários, como por exemplo, a melhor amiga de Day, Tess, que em Prodigy se impõe diante das circunstâncias. A narrativa apresenta uma história política e social de maneira objetiva onde os mais novos leitores retém informações sobre a ganância humana e onde somos capazes de chegar para alcançar metas individualistas. 


"Anden pode ser o homem mais poderoso da República, mas Day, o garoto das ruas que não tem nada além da roupa do corpo e da seriedade no olhar, é o dono do meu coração.
Ele é tudo o que é belo.
Ele é o raio de esperança em um mundo de escuridão.
Ele é a minha luz."

Página 301

O romance entra em segundo plano, mas ainda sim consegue ser encantador a sua maneira, já que demonstra o quanto relações externas afetam o relacionamento interno. 
É neste volume que podemos conhecer também a estrutura histórica e geográfica da República e de suas Colônias, a formação daquele novo mundo e as entrelinhas que a mídia não mostra. 
É um livro repleto de mensagens, lições e ensinamentos. Além e proporcionar uma boa dose de ação e emoção em poucas páginas. Vale a pena conferir!

É isso pessoal, espero que tenham gostado.
Até a próxima!


2 de julho de 2016

[Músicas] Too Little, Too Late. Jojo


Então deixe-me em baixo
Porque o tempo me tornou forte
Estou começando a seguir em frente
Eu vou dizer isso agora
Sua chance veio e se foi
E você sabe...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...