27 de junho de 2016

[Divulgações] Letícia Godoy na Bienal de São Paulo


Tem Letícia Godoy na Bienal de São Paulo? Tem sim senhor! A cada nova divulgação dos autores que estarão nesse evento incrível minha vontade de estar presente só aumenta, espero que de fato eu possa estar lá para prestigiar esse trabalho lindo que vem sendo realizado pela Literatura Nacional. 

Você poderá encontrar a autora no Estande N069 nos dias 01 e 03 de Setembro, às 19:00hrs! Não perca.

Até a próxima!

22 de junho de 2016

[Séries] American Horror Story


Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim. Cá estou eu hoje para falar de uma série que comecei a assistir no começo do ano, American Horror History ou História de Horror Americana, neste primeiro post irei focar na primeira das cinco temporadas exibidas até os dias atuais, ela tem como subtítulo "A casa dos assassinatos". Vamos lá?


Na estreia da série somos apresentados a família Harmor cujo homem, Ben Harmor, mantém um caso extraconjugal com uma amante sem o conhecimento de sua mulher Vivien e de sua filha Violet. Porém em um certo dia a mulher descobre o ato, e, estando grávida, sofre um aborto. Diante de tantas tragédias a família decide se mudar, encontrando o lar perfeito na conhecida casa dos assassinatos.
O que eles não sabiam é que a casa recebe esse nome por abrigar ao longo de sua história mais de vinte assassinatos violentos, sendo ponto turístico na cidade. A vizinha Constance e sua filha Adelaide que também já viveram na casa costumam fazer visitas frequentes a casa, mas de início ninguém sabe se são inocentes ou existe um porquê por trás de tanto afeto. 


O enredo da série inicialmente se desenvolve a partir dos assassinatos realizados na casa e no motivo que levaram a eles, logo, temos cenas intercaladas entre passado e presente, desde a criação da casa até os moradores que antecedem a família Harmor. Cada um possuí sua história de assassinato cujo fator é crucial para o decorrer das cenas. 
Logo, podemos dizer que a série se baseia na interferência de fatores individuais para acontecimentos futuros. Afinal, cada personagem recebe a mesma atenção no quesito construção, cada um possuí uma história diferenciada e única que o levou a agir de tal forma, e esse é um dos pontos que mais amei na série.



É tão intrigante que você simplesmente não consegue parar, e quando finalmente conclui o que se passa um novo mistério se prende a trama e dificilmente você irá parar até chegar ao final. Palavras que facilmente podem defini-lá é a intensidade, suspense e brutalidade. Suas cenas não tem medo de abusar dos piores medos humanos, e talvez esse seja um dos motivos de empecilho para alguns. Mas não deixe se abalar, lembre-se de que é apenas ficção.
E o final, que final! Me surpreendi com a "bondade" dos autores com a família, afinal depois que conheci passados como da empregada Moira, dificilmente acreditava que os protagonistas fossem se adaptar a tais mudanças e terminar daquela forma. 

É isso galera, espero que tenham gostado. E você pode assistir a série por aqui!
Até a próxima!



[Divulgações] Encontro com Letícia Godoy


Alô galera de Curitiba! Vai rolar um evento muito bacana entre os dias 30 de junho e 3 de julho na Cinemateca de Curitiba, e nele você poderá encontrar com Letícia Godoy a autora de Deixe-me Entrar, não perca a chance de conseguir um autografo, foto e vários brindes diretamente com a autora!

 Você não vai perder essa não é?

[Músicas] Ordinary Girl, Hannah Montana


Às vezes sou preguiçosa
Eu fico com tédio
Eu sinto medo
Me sinto ignorada
Eu me sinto feliz, eu me finjo de boba
Eu brinco com minhas próprias palavras
Eu tenho desejos, eu tenho sonhos
E eu ainda quero acreditar
Qualquer coisa pode acontecer neste mundo
Para uma garota comum
(Como você, como eu)
Para uma garota comum
(Como você, como eu)...

18 de junho de 2016

[Parceria] Letícia Godoy


Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim. Antes de mais nada eu queria pedir minhas sinceras desculpas pelo meu sumiço repentino, de verdade. Mas eu jamais abandonaria vocês, podem ter certeza. A questão é que finalmente meu curso técnico em Administração está chegando ao fim e na segunda feira passada (13/06) eu apresentei meu trabalho de conclusão de curso, o temido "TCC" notinha básica para avisar que foi validado \õ/. E agora, as provas finais estão chegando para acabar o bimestre, por isso, tive dedicação total aos estudos. Mas em meio a tudo isso, eu tenho inúmeras notícias incríveis para vocês.
A primeira delas é a primeira parceria do Relíquias, isso mesmo, você não leu errado, nós conseguimos! E a autora da vez é a Letícia Godoy que publicou seu livro mais conhecido "Deixe-me Entrar" pela Editora Arwen e atua em milhares de outros projetos já publicados como Jurada Pelas Sombras e Antologias como Pontos de Vida e Através da Escuridão. 
Ela que forneceu esta incrível oportunidade, obrigada Letícia, de coração

Agora vamos conhecer um pouco mais sobre ela?

Letícia Maria de Godoy nasceu em 13 de fevereiro de 1994 na cidade de Curitiba, no Paraná, porém cresceu em Siqueira Campos, onde descobriu, sentada sob as sombras da casa onde morava, o seu gosto pela leitura. Aprendeu a ler e escrever aos 4 anos de idade, tendo como primeira professora sua mãe, e aos 8 anos começou a escrever seus primeiros contos em restos de cadernos escolares. Desde então, nunca mais parou. Aos 17 anos passou no vestibular para ingressar na faculdade de Letras, um sonho que se tornou realidade. Aos 18 anos, publicou três contos na antologia intitulada Pontos da Vida, sua primeira aventura no ramo da literatura. Atualmente dedica-se a escrita de romances, a revisões textuais e pesquisas no ramo da linguística aplicada.


Gostaram? Eu amei! Estou bem ansiosa para os frutos dessa parceria e vou contar para vocês que já iniciei a leitura do livro, em breve sai ás primeiras impressões. 

Acompanhe a autora pelas redes sociais:


Até a próxima!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...